sexta-feira, 2 de setembro de 2016

A TUA FALTA ME CONSOME (poesia)







Lourinaldo Telles Bezerra​

Onde estás quando eu te procuro?
O que fazes quando eu não estou presente?
O que queres de mim tão de repente?
Se sempre me deixas no escuro?

Eu tento e não consigo te encontrar
Por que foges de mim quando eu te chamo?
Por que eu sofro calado e não reclamo,
Quando tento te encontrar?

A minha sorte é pequena...
E meu lamento demasiado
Por ti eu sofro calado
Mas, sempre valerá a pena!

Não digas que não te amo
Demonstrações já te dei
Tu sabes dissso, eu bem sei
Não resta nenhum engano!

Terminarei minha poesia
Encerrarei minha prosa
Te oferecendo uma rosa
Com amor em demasia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário